AUTO DO CASAL LUSITANO MARIA & MANUEL

Brasil e Portugal realmente falam a mesma língua?

O espetáculo retrata a história do casal, Maria e Manuel, que chegaram e, convivendo com os “brasucas” descobrem que há imensas diferenças lingüísticas entre Brasil e Portugal.

Sempre com humor contam, que adoram os “brasucas”, mas pensam que o jeito de falar é imenso estranho e vão exemplificando:

Durex é preservativo! Tira-cápsulas é abridor. Cueca é calcinha feminina. apara-lápis é apontador, guarda-redes é goleiro, marcha atrás e marcha ré, bicha é fila, setor de perdidos e achados é achados e perdidos, gelado é sorvete, pastilhas elásticas é chiclete, entre outros. Uma comédia que alia diversão, educação e presta uma homenagem a língua, a Gil Vicente e ao povo português.

O Espanto Olhar do  Espantalho

Estar “parado” é estar sem movimento?!

Mesmo atados a um modo de vida não podemos ir além?!

Continuamente não aprendemos em nosso ambiente?

Estas questões motivaram a adaptação teatral do conto milenar chinês O ESPANTALHO associado a um pensamento do teatrólogo Eugênio Barba: “Viajante de si mesmo” em que mesmo não saindo de minha aldeia posso conhecer outras culturas.

Este é o tema da peça; escrito e dirigido por Edson Caeiro. Uma fábula para todas as idades em que todos: crianças e adultos serão instigados a perceber a interação que existe entre o ser humano e o meio-ambiente e que podemos ver nossa paisagem cotidiana com “outros olhos” e consequentemente descobrir outros conhecimentos.
 
Veja no saiba mais Imagens e outros informações

 
 

Copyright © 2013 Algazarra Teatral. Todos os direitos reservados.